Acesse nossas flores anteriores

ERITRINA-CANDELABRO

 
Erythrina speciosa

 

NOMES POPULARES   mulungu-do-litoral, eritrina

NOME CIENTÍFICO:   Erythrina speciosa
                               
FAMÍLIA:                  Leguminosas

ESCRIÇÃO:           Erythrina speciosa é apenas uma das inúmeras espécies do gênero Erythrina. Nativa da floresta pluvial atlântica, desde o Espírito Santo até Santa Catarina, esta árvore decídua, de tronco e galhos espinhentos, tem crescimento rápido, mas sua altura não ultrapassa em geral os 5m. As folhas são compostas por 3 folíolos e as inflorescências, vermelhas e vistosas, lembrando um candelabro, se formam na ponta dos ramos, sendo grande atrativo para beija-flores. Produz anualmente grande quantidade de sementes,  parecidas com feijões,  contidas em longas vagens verdes. A madeira é mole e tem pouca durabilidade.

 CULTIVO:               A eritrina-candelabro é planta bastante rústica, que não requer grandes cuidados de  plantio e manutenção. Gosta de sol-pleno e solos úmidos, ricos em matéria orgânica.  
                   
FLORAÇÃO:            O florescimento ocorre durante o inverno, quando a árvore perde toda sua folhagem.

PROPAGAÇÃO:       Reproduz-se facilmente por sementes postas para germinar assim que colhidas; reproduz-se também  por estacas.

USOS
:
            É usada em projetos paisagísticos e também como cerca-viva, para bloquear a passagem de pessoas ou animais. Devido ao tronco espinhoso, não é particularmente indicada para plantio
na calçada nem em jardins pequenos.
 

Outras espécies do gênero Erythrina

    
   Erythrina falcata               Erythrina crista-galli                 Erythrina fusca