Acesse nossas flores anteriores

IPÊ ROXO

NOMES POPULARES:    ipê-roxo-da-mata,
                                pau-d'arco-roxo,
                                ipê-preto, entre outros
 

NOMES CIENTÍFICOS: Tabebuia heptaphyla
                                Tabebuia avellanedae
                                Tabebuia impetiginosa

FAMÍLIA:                   Bignoniáceas

DESCRIÇÃO:           Os belos exemplares de ipê-roxo que vemos na cidade nesta época do ano podem pertencer a 3 diferentes espécies, que apresentam pequenas variações entre si, principalmente quanto à altura e ao diâmetro do tronco. São árvores decíduas, típicas da mata Atlântica, podendo atingir até 30m de altura conforme a espécie. As folhas são palmadas, com 5 folíolos.

FLORAÇÃO:               A floração é espetacular; ocorre do fim de maio a agosto, com a árvore totalmente despida de folhas. As flores, em formato de trombeta, variam do róseo-lilás mais claro ao mais escuro; conforme a espécie, as inflorescências formam conjuntos esféricos que lembram grandes pompons.

CULTIVO
:               
Plante a sol pleno ou meia-sombra, em solo fértil e bem drenado. Regue regularmente durante o primeiro ano; uma vez implantada, a árvore suporta bem períodos de seca.     
   
  

PROPAGAÇÃO
:
        Multiplica-se  por sementes e estaquia.   

USOS:                As espécies de menor porte são  indicadas para arborização urbana, pois tem crescimento moderado e raízes não invasivas. A madeira é pesada, escura e resistente ao ataque de  cupins. É largamente usada  para esquadrias, pisos, móveis e instrumentos musicais. A casca fornece substâncias de uso medicinal.