Acesse nossas flores anteriores

MUSSAENDA

NOMES POPULARES:    Vários, de acordo com a espécie: mussaenda-rosa, mussaenda-vermelha-trepadeira, mussaenda-branca, mussaenda-amarela, mussaenda-frondosa, etc.     
                               
                                           
NOMES CIENTÍFICOS:  Mussaenda incana, M. alicia, M. erythrophylla, M. frondosa, M. philippica
                               
FAMÍLIA:                    Rubiáceas

DESCRIÇÃO:           O gênero Mussaenda , originário da África e da Indonésia, compreende várias espécies decorativas com características semelhantes, mas que se diferenciam principalmente pela cor de suas "pseudo" flores ou sépalas. São arbustos perenes, de ramagem densa, que podem alcançar até 3m de altura.
No caso da M. erythrophylla, é possível cultivá-la também como trepadeira escandente, isto é, necessita de apoio para seus ramos pendentes. Em todas as espécies, as flores são pequenas, amarelas ou brancas, com uma sépala  grande rosa, vermelha, branca ou amarela, muito vistosa e responsável pelo valor ornamental da planta. As folhas são ovaladas, com nervuras sulcadas.

CULTIVO                Esta planta é típica de climas tropicais e semi-tropicais, exige sol pleno e não suporta baixas temperaturas. Pode ser cultivada no solo, em terra rica em matéria orgânica e irrigada regularmente; mas pode ser cultivada também em vasos de pelo menos 2 vezes o tamanho do torrão da muda, em substrato composto de 2 partes de terra comum de jardim, 2 de terra vegetal e 1 de areia. Use periodicamente um adubo indicado para floríferas, seguindo instruções de quantidade e frequência recomendadas na embalagem.

FLORAÇÃO:            O florescimento é mais intenso na primavera e verão e estende-se por um período prolongado. As sépalas podem ser amarelas (M. incana), róseas (M. erythrophylla , var. "Queen Sirikit", e M. alicia), brancas (M. frondosa  e M. philippa) ou vermelhas (M. erythrophylla).

PROPAGAÇÃO
:
       Multiplica-se facilmente por estacas a partir do fim do inverno. Corte um galho da espessura aproximada de um dedo, apresentando 2 ou mais nós ou pontos de brotação; enterre em vasinhos com quantidade igual de terra de jardim e terra vegetal e acrescente um pouco de húmus de minhoca. Mantenha em local abrigado mas com boa iluminação. Regue regularmente sem encharcar.  Transplante quando a planta der sinais de que está bem pegada.

USOS:                Conforme a espécie, a planta pode ser usada como exemplar isolado,  formar conjuntos, ser plantada em fileiras ao longo de muros, ou crescer sobre pérgolas e caramanchões. Tem amplo uso  em praças e jardins públicos.