Acesse nossas flores anteriores

HORTÊNSIA

     

 

    

NOMES POPULARES:   hortênsia, rosa-do-japão, hidrângea

NOME CIENTÍFICO:    Hydrangea macrophyla

FAMÍLIA:                  Saxifragáceas

DESCRIÇÃO:           Originária da China e do Japão. É um arbusto perene, bastante ramificado, que pode alcançar até 2,5m de altura; as folhas, grandes, denteadas e de coloração verde-clara,  caem no outono. As flores estão agrupadas em buquês arredondados e podem ser brancas ou apresentarem-se em vários tons de azul e rosa, conforme o pH (grau de acidez) do solo: solos ácidos resultam em flores azuis e solos alcalinos em flores rosa.  Na verdade, essas flores nada mais são que folhas modificadas, chamadas de brácteas, que circundam as verdadeiras flores, aquelas bolinhas no centro da falsa flor.

 CULTIVO:                Apesar de rústica, a planta requer alguns cuidados. A melhor época para o plantio é o outono e inverno, durante seu período de repouso vegetativo.  Plante as mudas em solo rico em matéria orgânica, em covas de tamanho equivalente a 2 vezes o tamanho do seu torrão, preenchidas com terra fofa para facilitar a expansão das raízes. Em regiões de clima frio, pode ser plantada a pleno sol, mas em regiões de clima quente, não se recomenda o plantio em locais que recebem  sol direto entre as 10h e as 16h. Regue a planta com frequência, principalmente na época da floração. Na primavera, aplique fertilizante rico em potássio a cada 20 dias e, no inverno, incorpore adubo orgânico na terra ao redor da planta.  A poda é feita ao término da floração, cortando-se a 30 ou 40cm do solo os galhos que floriram  e preservando-se os que não floriram. A melhor época para o transplante é o outono.

FLORAÇÃO:            O florescimento acontece na primavera e verão.

PROPAGAÇÃO:       Multiplica-se facilmente a partir de estacas preparadas no outono; o tempo de enraizamento é de cerca de 60 dias.

USOS
:
             A hortênsia vai bem em vasos e no solo; dentro de casa, requer local com alta luminosidade e boa ventilação; no jardim, aparece formando cercas-vivas, maciços e bordaduras.